O despertar da (sua) Força contra o círculo vicioso do fracasso

Tempo de leitura: 4 minutos

yoda do not try

Por Eduardo M. R. Lopes

A galáxia não tem falado em outra coisa, ou pelos menos a gigantesca legião de fãs (na qual estou incluído), desde a divulgação do trailer oficial do filme Star Wars: Episódio VII – O despertar da Força, que será lançado em 17/12/15. E até poderíamos ficar aqui por horas discutindo sobre todo o fantástico universo criado pelo mestre George Lucas, mas vou me ater apenas ao sugestivo título do filme para fazer a pergunta com o trocadilho óbvio: e a Força que está em você, quando irá despertar?

Conversando com as pessoas, a sensação que tenho é que a grande maioria continua vivendo como se fosse o Luke Skywalker quando a nave caiu no pântano do planeta Dagobah (Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca). Tudo bem que ali ele estava à procura do seu mestre para ser iniciado na arte Jedi, mas na vida real demoramos muito tempo para perceber que a tal intervenção divina que tanto buscamos para reverter como mágica de uma hora para outra o rumo de nossas vidas até poderá estar materializada tanto na figura física e orientadora de algum mestre (professor, amigo, etc) como o simpático Yoda, mas na grande maioria das vezes estará num conjunto de situações que irão se encavalando de tal maneira à nossa frente que nos obrigará (pela dor ou pela dor maior ainda) a sairmos do círculo vicioso da inércia e deixarmos de ser o sapinho preso na panela (já falamos sobre isto – clique aqui). Entretanto, para que qualquer mudança dê certo, não basta apenas mudar por mudar, mas sim acreditar (piamente) e trabalhar (muito duro) nessa mudança para que ela consiga, de fato, atingir os resultados esperados.

Voltando ao filme, lembro de duas cenas que trazem lições valiosas e que ilustram bem essa questão de como colocar a roda para girar ao nosso favor ao invés de, sem perceber, já inciarmos todo o processo presos num círculo vicioso que inevitavelmente nos levará ao fracasso. Vamos a elas:

– Cena 1: a nave está dentro d’água e o Luke começa a dizer para o Mestre Yoda que vai tentar (tirar a nave), quando é bruscamente interrompido pelo Mestre, que começa a falar: “Não. Tentativa não. Faça ou não faça. Não há tentativa”.

– Cena 2: Mestre Yoda explica para o Luke a melhor forma (telepática) para ele conseguir (tirar a nave de dentro d’água). Ele ri e, sem nenhuma convicção, começa a fazer os procedimentos – em vão. O Mestre Yoda então se concentra, faz os procedimentos e a nave sai da d’água como que por mágica. Luke, boquiaberto, diz: “Eu não acredito”.  E o Mestre Yoda emenda de primeira no ângulo sem chance de defesa para o goleiro: “Por isso que você fracassa”.

E assim vemos claramente como começa a funcionar o círculo vicioso do fracasso: se você planejar algo mas não acreditar nele, não se dedicará de corpo e alma para fazer acontecer. Sem dedicação, não conseguirá o engajamento ou o apoio de possíveis parceiros (pois eles não acreditarão em você). Sem apoio, tudo ficará mais difícil e aumentará (e muito) tanto o esforço como o cansaço (mental e/ou físico). Exausto, você se tornará ainda mais sensível a respeito de continuar com esse negócio (que já nem acreditava muito no início), mas ainda assim continuará; Entretanto, você já estará preso neste círculo e, a cada rodada que passa, terá menos forças para continuar até o ponto em que deixará tudo para escanteio e voltará para ficar quietinho dentro do conforto da sua panelinha – até ela aquecer novamente.

Qual será a saída então? Como bem disse o Mestre Yoda, “Faça ou não faça. Não há tentativa”. E se é para fazer, que seja suando (muito) a camisa, pois o brilho nos teus olhos e a tua dedicação certamente conquistarão apoiadores que te ajudarão e poderão te abrir novas portas, encurtando assim o caminho que te levará até a conquista dos teus objetivos, e invertendo a roda para criar de fato um verdadeiro círculo virtuoso de sucesso.

Enfim, que a Força não só esteja com você, mas principalmente que você faça despertá-la e consiga usá-la a seu favor – “para a sabedoria e defesa, nunca para atacar (Mestre Yoda)”.

—————————————

Gostou? Então cadastre seu e-mail no nosso Círculo de Amigos para receber grátis e em primeira mão os próximos artigos!

Junte-se a nós!

Insira o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente novos artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *