Go big or go home – Gene Simmons e suas lições de negócios

Tempo de leitura: 4 minutos

genesimmons
Por Eduardo M. R. Lopes
Quando o sujeito que criou uma das maiores bandas de rock da história, e que desde o início soube gerar oceanos de dinheiro com tudo (e mais um pouco) o que você possa imaginar relacionado ao nome deles, resolve falar sobre negócios e sobre como qualquer um também pode ter sucesso baseado nas experiências que ele teve, nossa obrigação como fã (ou apenas como curioso) é parar pra ler.
Gene Simmons, o lendário baixista (linguarudo e milionário) do KISS, acabou de lançar o ME, INC. (já lançado no Brasil como EU, S.A.), um livro em formato de Bíblia aonde ele vai cruzando de forma direta e prática os milhares de percalços que aparecerem (e ainda aparecem) no seu caminho com toneladas de exemplos sobre como ele (e até outros empreendedores) conseguiram superá-los até atingirem essa palavrinha mágica chamada sucesso – mas, vejam bem, não se trata de um “sucessozinho” qualquer, por assim dizer, mas sim o SUCESSO de uma forma mais ampla, pois para ele ou se busca algo realmente grandioso ou então é melhor nem tentar e continuar vivendo na “mediocridade”. É a máxima do “go big or go home”, como ele não se cansa de pontuar em diversas passagens.

O livro está dividido em duas partes: a primeira é chamada simplesmente de “Me”, onde ele conta rapidamente como o garoto Chaim Weitz nascido miserável em Haifa (Israel) migra para os Estados Unidos com a mãe (já separada do marido) ainda criança e, após passar a adolescência estudando muito e, posteriormente, trabalhando em dois empregos e virando noites até então sem fim, resolve formar uma banda chamada KISS com o amigo Paul e então o mundo do rock (e a conta bancária dele, em especial) nunca mais seria o mesmo.

Já na segunda parte, chamada de “You”, ele lista os 13 pilares (um capítulo para cada um) que ele considera importantes para que qualquer um consiga atingir esse “grande” sucesso. Claro que algumas coisas são óbvias, mas geralmente ignoradas pela grande maioria, como por exemplo trabalhar como se não houvesse amanhã ou estudar e pesquisar bastante o quê e como fazer antes de entrar numa empreitada; entre outras polêmicas como, por exemplo, só se casar depois que atingir todos os seus objetivos – tudo isso narrado de uma forma bem direta, sem firulas, com sacadas do tipo “eu, que fiquei milionário fiz isso e fulano, beltrano e cicrano também fizeram, mas se você acha que não deve fazer, #$%&¨@”, o que dá a impressão de uma conversa sincera e despretensiosa com um amigo num bar, onde o principal intuito é encorajá-lo a fazer mais e mais coisas grandes (Gene abriu e participa(ou) de dezenas de empresas), até mesmo porque nem todas darão certo, mas quando derem uma acabará alavancando a outra e consolidando a “marca”. Como ele próprio, aliás, está fazendo com este livro, uma vez que ele começou a fazer palestras para empresas e este livro é o complemento para reforçar a “marca” Gene Simmons como o homem de negócios de sucesso. E independente de você amá-lo ou odiá-lo, o fato é que ele SABE ganhar (muito) dinheiro.

Para quem está acostumado a ler livros sobre empreendedores e até aqueles considerados de “auto ajuda”, este aqui seria um do tipo “mais do mesmo” que talvez passasse batido. Entretanto, tratando-se de Gene Simmons, o sujeito que trouxe para o rock a questão do licenciamento de produtos quando as outras bandas só queriam saber de gravar discos, vender camisas e fazer shows, entre outras ótimas sacadas de marketing (como o próprio registro da maquiagem deles), já o coloca por si só acima da média.

Enfim, se você é fã de rock e se está pensando em empreender, este é o livro. GO BIG OR GO HOME!

Obs. Quem escreve o prefácio deste livro é o John Varvatos, que é um sujeito que começou “do nada” como vendedor de loja de roupa até alcançar o posto máximo como diretor mundial de moda da Ralph Lauren, e que posteriormente lançou a grife de roupas que leva o seu nome. Mas se este nome ainda não lhe é familiar, se você conhece ou já ouviu falar do lendário CGBG (berço do punk rock em Nova York), quando tiver a oportunidade de ir a NY para conhecer o local não se espante ao chegar lá e ver aquele toldo negro com os dizeres na frente “John Varvatos”.

—————————————

Gostou? Então cadastre seu e-mail no nosso Círculo de Amigos para receber grátis e em primeira mão os próximos artigos!

Junte-se a nós!

Insira o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente novos artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *