Em qual lado você está: do propósito ou da tarefa?

Tempo de leitura: 4 minutos

proposito

Por Eduardo M. R. Lopes

Muitos já tiveram este dissabor alguma vez na vida: na semana em que se resolve fazer as compras do mês no supermercado é justamente aquela em que o refrigerador resolve dar uma pane momentânea. E aí é aquela correria para tentar armazenar algo na geladeira do vizinho (se puder e ele estiver em casa) ou ainda arranjar um velho isopor de guerra para tentar salvar alguma coisa enquanto a assistência técnica não chega.

O problema vira então uma crise monumental quando o vizinho não está em casa, o velho isopor de guerra está na UTI, a assistência técnica só conseguirá chegar ao final da tarde, o freezer já está praticamente descongelado, a geladeira já não consegue manter a temperatura e você tem que correr para o trabalho, pois já está atrasado para uma daquelas centenas de reuniões importantíssimas e intermináveis. O quê fazer?

Se você não possui uma Assistente do Lar (outrora também conhecida como empregada doméstica) ou uma Diarista, a situação é catastrófica, pois no final do dia a casa toda estará cheirando à comida estragada e, cansado de mais um exaustivo dia, você terá que arregaçar as mangas e arrumar tudo. Se você possui uma assistente que seja no mínimo competente, a situação melhora um pouco, pois ela terá feito tudo o que é esperado: a geladeira estará limpa e arrumada, não haverá sinal de comida estragada, pois ela já terá jogado tudo no lixo, além de já ter combinado com o técnico a nova data para que ele possa voltar para finalmente deixar a geladeira funcionando novamente.

Diante deste quadro, duas perguntas são pertinentes: ela fez a parte dela? Sim e muito provavelmente deixou a geladeira e a cozinha impecáveis. Entretanto, com relação ao principal problema gerado por uma geladeira que deixou de funcionar, ele foi resolvido? Não. Afinal de contas, muito mais importante do que deixar tudo limpo e alinhado com o técnico é justamente não perder toda a comida. Até mesmo porque, se não fosse por isso, para que precisaríamos de uma geladeira?

Não seria fantástico trocar uma ligação como esta ao final do dia?

– Como ficou a geladeira?

– O técnico verificou o problema, mas como não conseguiu consertar de vez, deixou a geladeira trabalhando em apenas uma fase, o que dá para manter os líquidos, verduras e mais algumas coisinhas conservadas por mais algum tempo.

– Mas quando ele voltará com a solução?

– Amanhã ele vai fazer a análise e dará a resposta. Já peguei o número do celular pessoal e amanhã ligarei para cobrá-lo.

– E as carnes congeladas e tudo o mais que estava no freezer? Jogou tudo fora?

– Nada disso. Liguei para o zelador e negociei de deixar tudo no freezer do salão de festas. Como nos próximos vinte dias não haverá nenhuma festa, ele concordou em deixar tudo lá até termos o refrigerador 100% consertado.

– No freezer do salão de festas?

– Exatamente. Fiz ainda uma lista com tudo que coloquei lá, pedi para ele assinar e deixei uma cópia em cima da mesa.

Surpreso? Pois é, parece uma estorinha, mas isto aconteceu de verdade.

Comparando com o nosso mundinho corporativo, em que praticamente vivemos asfixiados pela correria do dia-a-dia, na grande maioria das vezes acabamos fazendo como o primeiro tipo de profissional citado, que concentra todos os seus esforços em fazer com maestria as tarefas que lhe são atribuídas, mas que não consegue enxergar a real dimensão e o propósito daquelas tarefas. A comida, no caso, não é um problema do dono ou da “diretoria”, pois se a sua responsabilidade é cuidar da casa, não deixar estragar a comida é um pré-requisito que vai além das tarefas de limpeza e organização – ainda que você não tenha o direito de comê-la.

Somente estes tipos de profissionais que, além de conseguirem dar conta do dia-a-dia, também perceberem e atuarem pró-ativamente no real propósito do seu trabalho, sempre estarão um ou dois passos à frente dos outros na corrida por qualquer promoção, uma vez que eles entram em campo de fato para ganharem e não apenas para cumprirem tabela.

E você, em qual lado do campo você está: do lado que apenas limpa a geladeira ou do lado que salva a comida? Do lado da tarefa ou do propósito?

—————————————

Gostou? Então cadastre seu e-mail no nosso Círculo de Amigos para receber grátis e em primeira mão os próximos artigos!

Junte-se a nós!

Insira o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente novos artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *