A magia do império Disney

Tempo de leitura: 2 minutos

livro disney sapoII

Por Eduardo M. R. Lopes

Tudo começou com um rato, ou melhor, com um coelho, e o mundo da fantasia nunca mais seria o mesmo. Se você nunca foi mas tem vontade de ir, se está a caminho pela primeira vez ou se já está voltando para mais uma visita aos parques temáticos, ou ainda se já admira e quer conhecer mais sobre (quase) tudo que envolve o universo Disney, pode procurar sem medo de ser feliz o livro “A magia do Império Disney” de Ginha Nader.

Dividido em sete partes, que tratam desde a trajetória deste visionário chamado Walter Elias Disney com a criação do Mickey e do “lugar mais feliz da Terra”, passando pela história da empresa e a gestão deste verdadeiro Império criativo até o detalhamento de como são feitos e mantidos os padrões de excelência e qualidade que são a marca registrada de tudo que está relacionado ao nome Disney, a autora, que é uma das maiores especialistas no assunto na América Latina, discorre de forma leve e fácil como quem está conversando conosco numa mesa de bar.

Há histórias encantadoras, desde a pesquisa do Walt Disney para contar quantos passos uma pessoa dava até jogar o papel de bala ou chiclete no chão (parque de diversões na época era sinônimo de sujeira nos EUA até nascer a Disneyland), porque os parques são sempre “isolados” (para que quem esteja dentro não tenha a magia quebrada por ver o mundo como ele realmente é do lado de fora), ou como uma frase infeliz do dono (à época) da Budweiser sepultou a instalação da Disneyworld no Missouri e deflagrou uma verdadeira operação de guerra para a mudança para a Flórida, passando ainda por como a empresa conseguiu perder (por arrogância à época na gestão) a oportunidade de fazerem filmes que se tornariam verdadeiros épicos, como “E.T. o Extraterrestre” ou “O Senhor dos Anéis”, mas também com as reviravoltas com a troca de gestão e a retirada das “Princesas” das suas estórias originais e o agrupamento delas para criar um novo e altamente lucrativo filão, entre outras, muitas outras.

E se você já é fã (como eu) e quiser se aprofundar ainda mais no assunto, deixo duas dicas: a primeira é fazer um dos cursos promovidos diretamente pelo Disney Institute (clique aqui) para o desenvolvimento pessoal e profissional (ainda não fiz, mas está na lista!), e a segunda é ler a ótima biografia “Walt Disney – O triunfo da imaginação americana” (leitura em andamento) para se inspirar ainda mais através da história de vida deste que é um dos maiores gênios da história da humanidade em todos os tempos para sempre.

Obs. Esta edição que li ainda fala pouco sobre o pós compra da Marvel e da LucasFilm (Star Wars), mas certamente a autora já deve estar preparando mais informações para as novas versões.

—————————————

Gostou? Então cadastre seu e-mail no nosso Círculo de Amigos para receber grátis e em primeira mão os próximos artigos!

Junte-se a nós!

Insira o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente novos artigos!

2 Comentários


  1. Parabéns pelo texto Eduardo, li este livro e realmente é fantástico, aguçou ainda mais minha vontade de conhecer esse lugar encantado e também fazer o curso promovido pelo instituto. Fazendo um paralelo da Magia da Disney e sua forma de trabalhar e encantar… as Empresas deveriam seguir o exemplo da Disney, pois ela sim trabalha com o foco Do cliente e não com o foco No cliente…

    Responder

Deixe uma resposta para Eduardo Lopes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *